Nossa História

       A Santa Casa de Bom Despacho foi fundada em 14.02.1903 por iniciativa do Pe. Nicolau Angelo Del Duca, com o objetivo de servir aos mais necessitados.

 

       A Sociedade de São Vicente de Paulo esteve à frente da diretoria desde a sua fundação até 1934, quando da chegada da Irmandade do Perpétuo Socorro que com dedicação assumiu a Santa Casa. Eram pessoas que trabalhavam muito. Como não tiveram mais condições de continuarem, assumiu em 1979, a Associação de São Vicente de Paulo de Belo Horizonte, as Filhas da Caridade, como são comumente conhecidas. Vieram de diversas partes do Brasil e até do exterior, sendo que a sede encontra-se em Belo Horizonte com diversas outras casas em todo o Brasil. Administraram com afinco e dedicação até meados de 1999, quando mais uma vez a direção volta às mãos da Sociedade de São Vicente de Paulo. Administraram com grande dificuldade, talvez pela falta de experiência em assuntos hospitalares e permaneceram de abril de 1999 a 14 de setembro de 2001, quando a partir de 15 de outubro deste mesmo ano, assume a Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, através da Fundação Educacional Lucas Machado: FELUMA.

Marcada por uma administração conflituosa, permaneceu de 2001 a 12 de abril de 2004, quando assumiu uma nova diretoria.

Durante toda a sua trajetória a Santa Casa tem procurado seguir a sua missão. Não tem sido fácil e desde a sua fundação passa por crises financeiras. A falta de recursos tem sido um de seus maiores desafios.

O serviço de atendimento à saúde da Santa Casa de Bom Despacho teve início em 14 de fevereiro de 1903, por iniciativa de seu fundador o Padre Nicolau Ângelo Del Duca (livro de atas da Santa Casa de Bom Despacho em 14.02.1903). Instituição ligada à Igreja católica e criada com a finalidade de prestar assistência aos doentes de toda a região centro-oeste de Minas Gerais.

       No decorrer dos anos muitos fatos marcaram a existência da instituição. Obteve o seu reconhecimento através do Conselho Nacional do Serviço Social do Ministério da Educação e Cultura, hoje, Conselho Nacional da Assistência Social – CNAS, através do Decreto Federal n° 2.536 com registro de Instituição Filantrópica (ata da Santa de Bom Despacho).
 

Enfrentou diversas fases  administrativas e como marco nestes últimos anos está em sua quarta administração, frente as suas dificuldades financeiras para sobrevivência. Atua como uma instituição de referência da microrregião Centro-Oeste, no município de Bom Despacho e sua maior fonte de financiamento está centrada no Sistema Único de Saúde (SUS).

 

       O ano de 2004 foi um marco na evolução da Santa Casa no qual a administração fez inicialmente um estudo sobre a Santa Casa, levantou dívidas, negociou prazos, renegociou contratos com conveniados e estabeleceu metas. Havia muito trabalho a ser feito. Muitos equipamentos sucateados, o telhado demandava reforma urgente e muitas outras reformas a serem feitas, enfim o estado geral da instituição era precário e nenhum recurso a vista. O cenário era inicialmente desolador e o que se via era uma instituição decadente. Em 2005 a administração traçou metas, planos de trabalho e projetos foram encaminhados quando então a Santa Casa aderiu-se ao PRO-HOSP (Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais).

       A adesão da Santa Casa de Bom Despacho ao Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais SUS/MG - PROHOSP possibilitou estabelecer melhorias em sua infra-estrutura e investir na capacitação e treinamento de seus colaboradores, respeitando-se a sua missão: Promover a recuperação da saúde, acolhendo a todos de forma ética e humanizada com compromisso social. E sua visão: Ser hospital de referência microrregional, sustentável, reconhecido pela excelência dos serviços prestados.

Como muitos hospitais no país, a Santa Casa enfrenta dificuldades como a escassez de recursos financeiros, adequação da área física, tecnológica, capacitação e desenvolvimento da área de recursos humanos. Ainda assim, ao longo destes anos vem investindo na capacitação e qualificação dos profissionais, adequando o espaço físico, adquirindo novos equipamentos, buscando a melhoria e excelência dos serviços prestados a população local e regional.

       Como sempre ocorre a mudança da administração, em abril de 2011 foi empossada uma nova diretoria que propôs novas metas, e para melhor se estruturar contratou um serviço especializado de auditoria para levantar os problemas mais iminentes da instituição para desta forma, iniciar um trabalho mais condizente com a realidade da instituição, persistindo incessantemente na busca pela excelência dos serviços prestados.

 

       Em 2013 teve inicio uma nova gestão, empossada em abril com novos membros e novas estratégias foram traçadas. Contratou-se uma empresa especializada para administrar e gerir o hospital.

 

       Em 2015, conforme estatuto da instituição foi eleita nova diretoria, que manteve a contratação de empresa especializada em administração, priorizando sempre a busca pela excelência dos serviços prestados.  

 

       A partir de 2017, nova diretoria foi empossada, persistindo na melhoria da assistência, investindo em novos projetos e na reestruturando do espaço físico.

Missão

 

      É um compromisso social promover a recuperação da saúde, acolhendo a todos de forma ética e humanizada, promovendo a vida e oferecendo soluções em saúde, pautadas em constante compromisso com a qualidade, com o desenvolvimento profissional, a humanização e a ética nas relações, através de um modelo de gestão empresarial autossustentável.

 

 

          Com o compromisso de sermos um hospital de referência microrregional, sustentável e reconhecido pela excelência dos serviços prestados, mantemos a ética, o comprometimento com a coletividade, o respeito mútuo e a responsabilidade socioambiental como valores nos quais se pauta a atuação da Santa Casa de Bom Despacho.

          Ainda mantemos princípios de transparência na divulgação pública de todas as nossas atividades; de respeito e humanização dos procedimentos de trabalho e no atendimento à saúde; de efetividade, sustentabilidade e crescimento e, de ética em nossas ações.

Valores

Diretoria

 

PRESIDENTE​​
Vânio Sergio Maia​

VICE PRESIDENTE​​
Drº Denílson Diniz dos Santos​

1º TESOUREIRO​​
Vílson Teixeira Gonçalves​

2º TESOUREIRO

José Cardoso de Mesquita​​​

1ª SECRETÁRIA

Gladys da Silva Coelho​​​

2º SECRETÁRIO

Luiz Carlos Severiano Coelho​​​

CONSELHEIROS FISCAIS

Pedro Adalberto da Costa

José Donizett
Afonso Soares Lopes​​​​​​

SUPLENTES DOS CONSELHEIROS FISCAIS

Ana Lúcia Tavares Ferreira

Marcos Antônio Briseno

Cleusa Maria dos Santos Teixeira Gonçalves.​​​​​​

DIRETOR ADMINISTRATIVO
Henrique Andrade do Carmo

 

Corpo Clínico

 

Adriano Nunes da Silva Dias    41.540
Alfredo Junior dos Santos Fernandes    60.949
Alice de Sá Gontijo Silva     78.043
Andrei Terra Vieira    58.787
Benone Evaristo R. Araújo Lacerda    46.631
Bia de Mello Alvim    61.845
Bianco Cassiano de Souza Couto    51.124
Bruna Francislene Silva Rodrigues    77.635
Carlos Alberto Moreira Pinto    28.181
Carmélia Maria C. Ferreira    13.214
Carolina Rodrigues de Carvalho    57.855
Cassius Romanelli Moreira    28.136
Charles Cristian do Couto    73.525
Christiane Souza Valadão    25.787
Claudia Monteiro Soares    47.612
Danniel Campos Linhares    46.684
Davi Pádua Ribeiro    18.702
Denilson Diniz dos Santos    25.920
Domingos S. de Mesquita    22.912
Eduarda Maciel Pimenta    68.208
Fabiano Fernandes de Pinho Tavares    46.456

Fabiano Lemos Ferreira    42.155

Fabíola Barbosa Dias    26.042

Felipe Consenza Silva Arruda    51.843

Fernando de Pádua Castro    70.250

Flávio Renato Vieira Castro    35.377

Franz Ricardo Cabrera Jimenez    40.955

Frederico de Souza Cruz    35.778

Gabriela Araújo Campos Raposo    61.418

Guilherme de Mesquita Elias Batista Soares    74.364

Humberto Pinto de Paula    31.530

Isa Teixeira Silva    67.823

Itamar Gontijo Teixeira    26.894

João Baptista Campos    13.199J

oão Paulo de Campos    51.054

João Tonani Filho    6.688
Jordão Sobreira Silva    58.959

Jorge Luiz Kramer Miguel    34.611

Jorge Luiz Neto    14.296

José Eduardo Fidelis Campos Costa    61.463

Josias da Silva Rios    15.148

Junea Paolucci de P. Silvino    25.766

Lais Gonçalves Vazante de Sousa    77.861

Leonardo Lopes Tonani    37.982

Livio Lincon Corgozinho    37.963

Lucas Henrique Costa e Silva    73.044

Luis Octávio Ferreira Rodrigues     59.842

Luiz Carlos Severiano Coelho    29.829

Luiza Bragança Lana de Rezende    58.306

Mabel Mendes da Nobrega    32.527

Marcos A. Briseno de Souza    10.082

Marcus Vinicius Reis de Oliveira     62.195

Maria Denise Rodrigues Tameirão    38.089

Mariana Oliveira Barros    62.899

Michel Cyrino Saliba    40.451

Murilo de Oliveira Costa    29.055

Omar Filogônio Macedo    25.784

Patricia Simoes Pessoa    51.826

Paulo Henrique Costa Faria    48.510

Péricles Marcelo Gontijo    17.496

Raissa Fonseca Teixeira    66.548

Renato Penha Machado    36.482

Ricardo Augusto Silvino    31.753

Sarah Ferreira Gonçalves    58.097
Sávio de Parrode Pires    34.026
Simone Maria de Castro    30.720
Tadeu Gontijo Araújo Teixeira    56.884
Tadeu Osvaldo Lacerda Gontijo    73.510
Thaiana dos Reis Rodrigues    71.745
Victor Hugo Neves dos Santos    64.511
Victória Moreira Fernandes    72.451

 

UTILIDADE PÚBLICA

 

OUVIDORIA

Fale com a nossa Ouvidoria.

Clique Aqui e acesse

o contrato celebrado com Prefeitura

Municipal de Bom Despacho

Fale com a nossa Ouvidoria.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Ícone

© 2019. Santa Casa de Bom Despacho